Nem sempre escolher um produto ou serviço mais barato é vantajoso. Independentemente do que for adquirido, as consequências podem ser muito ruins.

Por isso, é muito importante escolher bons fornecedores que lhe entreguem o que foi pedido no prazo. Isso não poderia ser diferente quando o assunto é um fornecedor de Colocation.

Decidindo em favor do Colocation

Quando os gestores de uma empresa decidem que o melhor para ela é migrar para a infraestrutura de Colocation, alguns cuidados devem ser tomados.

Isso porque esta decisão vai mudar características do fluxo de caixa da empresa, substituindo investimentos em equipamentos de infraestrutura predial (CAPEX),por despesas (OPEX); num modelo onde é contratado espaço físico de  Data Center e infraestrutura predial para instalação e operação de equipamentos de  Tecnologia da Informação (TI).

O fornecedor certo de Data Center Colocation fará a diferença na hora de aproveitar a oportunidade de otimizar o fluxo de caixa, minimizando o CAPEX e transformando em   OPEX essas despesas. Deste modo, haverá mais disponibilidade de caixa da empresa para investimentos que tenham impacto direto nos negócios. .

No entanto, é importante ressaltar que a área de TI da organização terá que participar da avaliação desse fornecedor. Para isso, é preciso saber que características essa infraestrutura deverá atender.

Acompanhe este post até o final e descubra como fazer.

Muita atenção ao escolher o fornecedor de Data Center

É preciso se resguardar ao máximo na hora de contratar o serviço de um fornecedor de Data Center para a sua empresa. O fundamental a saber é que é necessário ter uma infraestrutura segura e resiliente à disposição e que, minimize a probabilidade de  falhas.

Por isso, é preciso seguir alguns critérios para avaliação do fornecedor. Vamos verificar alguns deles:

1. Como o Data Center Colocation pode ajudar a empresa?

O objetivo da escolha do fornecedor deve ser tanto na capacidade livre de caixa, para suportar oportunidades de negócios que apareçam para a empresa, quanto na prestação do melhor serviço. Essa pergunta é determinante para a escolha.

2. Quais os serviços que são oferecidos pelo Data Center?

Outra questão muito importante para a empresa contratante. A sua resposta irá mostrar qual exatamente é o core business do fornecedor do Data Center. É fundamental que ele tenha especialização no serviço de Colocation. Isso traz a garantia de que a expertise da equipe contratada será o melhor possível.

Além disso, um outro importante diferencial dos bons Data Centers é ter espaços corporativos com salas de comando, os Network Operations Centers (NOC), salas de reunião e escritórios.

Caso estes espaços puderem, inclusive, ser personalizados com a identidade visual da empresa contratante, melhor ainda.

3. Quais são os serviços adicionais que podem ser oferecidos??

A oferta de serviços adicionais, como backups, serviços de gestão de sistemas operacionais e bancos de dados, e armazenamento sob demanda permite que a empresa responda com maior agilidade as variações e sazonalidades do negócio, além de facilitar muito as operações do dia-a-dia.

Outro ponto importante são as características de conectividade do Data Center. Quanto maior a disponibilidade e capacidade de telecomunicações, melhor será a experiência dos usuários.

Prefira Data Centers que tenham ponto de troca de tráfego presente (PTT). Além de uma melhor capacidade de telecom, o PPT garante melhor resiliência das comunicações, permitindo o acesso dos usuários através de múltiplas operadoras. 

4. Qual a localização do Data Center?

Este é um outro critério de grande importância para a escolha do fornecedor. Nesse quesito, devem ser levados em conta fatores como segurança e mobilidade. A localização geográfica do Data Center não pode ficar muito distante da sede da empresa contratante.

Precisa também ter fácil acesso às principais ruas, estradas e rodovias e uma baixa latência de telecomunicação.

Um Data Center localizado distante da sede da empresa contratante só faz sentido se a tecnologia a ser utilizada ou os clientes estão dentro ou próximos dessa estrutura.

É preciso analisar também o critério de localização quanto ao acesso de pessoas não autorizadas, quanto ao risco de problemas como inundações, quanto à proximidade com postos de combustíveis, helipontos e até mesmo rotas de aviões, por exemplo.

5. Como é a infraestrutura do Data Center?

Talvez esse seja o critério mais importante na hora da escolha do fornecedor de Data Center. É exatamente nesse ponto que mora o perigo, pois qualquer falha que aconteça pode resultar em uma grande perda financeira.

Quem estiver contratando o fornecedor do Data Center Colocation deve prestar bastante atenção às condições em que estão as instalações.

Além disso, deve observar se a conectividade da rede é robusta, se é organizado, qual o tipo de climatização, se é limpo e quais as fontes e disponibilidade de energia.

Ter redundância é fundamental na constatação de qual melhor Data Center. Existe a necessidade de que tudo seja duplicado, pois se algo falhar, pode não haver tempo hábil para consertar a queda. Assim, outra estrutura pode entrar em funcionamento em seguida.

Por essas e por outras, é fundamental visitar a estrutura de Data Center antes de fechar o contrato com o fornecedor.

6. Como funcionam a certificação, a operação e o suporte?

É muito importante que a administração da operação seja feita por uma equipe especializada e própria. Já o atendimento, deve ser feito através de uma abordagem proativa.

Deve haver rapidez e eficiência na manutenção e instalação de ambientes. A equipe de suporte remoto e on-site deve estar disponível 24 horas por dia, sete dias por semana e 365 dias no ano.

Existem certificações que são reconhecidas pelo mercado como melhores práticas: TR3 (ou tier III) para garantir a resiliência da infraestrutura predial, ISO 27001 para operações de segurança da informação, e PCI-DSS para manipulação e armazenamento de dados financeiros são alguns exemplos práticos.,

7. E se acontecer um princípio de incêndio ou tentativa de invasão ao local?

É preciso que o Data Center seja extremamente seguro. O acesso a ele só deve ser feito por pessoas aprovadas previamente ou credenciadas. No entanto, mesmo dentro da infraestrutura de Data Center, é preciso que haja diversos pontos de checagem de credenciais.

Quanto à prevenção de incêndios, é preciso contar com os sistemas de identificação e combate, usando gás inerte. Isso se faz necessário para que não haja prejuízos aos equipamentos.

8. Existem “custos escondidos”?

Isso também é fundamental. Desde o primeiro dia, é muito importante saber o que está incluso no contrato de fornecimento de Data Center.

Outras informações relevantes são:

– Como é feita a cobrança;

– Qual o custo de cada serviço;

– O que não tem cobertura;

– Quais serviços estão incluídos no contrato.

9. Existe a possibilidade de conversar com outros clientes para referências?

Empresas de qualidade que fornecem Data Center não possuem nada a esconder de seus futuros contratantes. Por isso, é muito comum que eles indiquem clientes com quem se possa conversar e conhecer, na prática, qual é o real compromisso do fornecedor.

Esperamos que o artigo tenha sido relevante para você. Entre em contato conosco para conhecer nossos serviços ou para tirar outras dúvidas.


Roberto Rozon
Diretor Comercial